O casamento Novartis-Alcon, de 2011 a 2019, parece não ter sido bom para nenhuma das empresas. A cisão (spinoff) veio como uma boa estratégia para se alcançar novos mercados, melhorar as vendas e conquistar mais clientes, tanto para Novartis quanto para Alcon. Permitir que cada empresa se concentre totalmente em suas respectivas estratégias de crescimento. A Novartis, nesses 8 anos, não conseguiu mostrar a mesma habilidade, que Alcon sempre teve, em se relacionar com os oftalmologistas.

Na partilha desse “divórcio”, a Novartis permaneceu com com uma parte da linha farma, incluindo colírios para glaucoma, antibióticos, etc, enquanto a Alcon ficou com a linha de lubrificantes, mydriacyl, anestalcon, etc. Os representantes farmacêuticos também foram divididos entre Novartis e Alcon.

Ontem, a Novartis divulgou uma carta aos oftalmologistas anunciando que adotaria um novo modelo de promoção e comercialização de alguns produtos da linha farma (https://eyechannel.com.br/novo-modelo-de-promocao-e-comercializacao-de-alguns-de-produtos-e-anunciado-pela-divisao-de-farma-da-novartis-brasil/).

Hoje, porém, a notícia que preocupou os oftalmologistas foi sobre uma suposta demissão coletiva de todos os representantes farmacêuticos da Novartis e a terceirização da promoção e comercialização de seus colírios por empresas parceiras, como a Mundipharma. Alguns diziam inclusive sobre uma possível descontinuação de toda a linha farmacológica da Alcon e da Novartis.

Procuramos as duas empresas, Alcon e Novartis, para esclarecer aos oftalmologistas como realmente ficará a linha Farma das duas empresas após estas medidas.

A Alcon nos esclareceu que nada mudou na sua linha farma e que todos os colírios que permaneceram com a empresa continuarão no mercado normalmente. Além disso, esclareceu que por parte da Alcon não houve demissões em massa de representantes farmacêuticos, pelo contrário, estão todos em uma convenção na Bahia, bastante motivados e engajados em se dedicar mais à oftalmologia e aos oftalmologistas neste ano de 2019. Em relação aos últimos acontecimentos envolvendo a Novartis, a Alcon preferiu não se manifestar.

A Novartis nos explicou que a “Divisão Farma da Novartis Brasil alterou sua estrutura. A empresa passa a contar com uma nova área, chamada de Outsourced Business, e transfere para parceiros a promoção e comercialização de alguns dos produtos de Primary Care e Maduros. A decisão não afeta a oferta ou a excelência dos medicamentos, que seguem sendo produzidos pela empresa. Não há, de igual maneira, alterações nos canais de relacionamento com a empresa, nem no foco da Novartis em levar soluções de saúde inovadoras a pacientes e seus cuidadores. “

Quanto à notícia que circulou sobre uma demissão coletiva de todos os representantes farmecêuticos da linha oftalmológica, a Novartis explicou que “o grupo de profissionais dedicado à promoção e comercialização de alguns dos produtos de Primary Care e Maduros deixa a empresa contando com pacote de benefícios que contempla valores diferenciados, além dos previstos pela legislação e acima da média de mercado. A empresa também oferece suporte aos profissionais para sua recolocação no mercado de trabalho. A Novartis Brasil agradece aos colaboradores impactados e ressalta seu respeito por todos eles, assim como seu foco em conduzir esta mudança de modo absolutamente digno.”

Para esclarecimento de dúvidas ou para demais informações a Novartis oferece seu Serviço de Informação ao Cliente (SIC) à disposição por meio do telefone 0800 888 3003 ou pelo e-mail [email protected]